- CONSULTORIA E IMPRESSÃO 3D -

Revolucionado a sala de aula e o ensino - Como a impressão 3D pode ser usada para fomentar o aprendizado e o desenvolvimento de habilidades necessárias para o século 21.

A OECD preconiza uma série de habilidades essenciais aos trabalhadores deste século, entre elas: colaboração e trabalho em equipe; criatividade e imaginação; pensamento crítico e solução de problemas. O desenvolvimento dessas habilidades pode ser fortemente potencializado pela impressão 3D, que viu seus custos caírem ao longo de seus 30 anos de existência, tornando-a acessível para o público em geral. Outro ponto relevante é o fato de a impressão 3D permitir que objetos consideravelmente intrincados, com partes funcionais e móveis, sejam impressos.

A Otto3D está convencida que a impressão 3D é a tecnologia que mais pode ajudar os jovens, seja nos ensinos fundamental e médio, quanto no superior, das mais diversas formas, como as a seguir:

• Estudantes de ciências da saúde podem estudar cortes de órgãos e suas seções, células e estruturas celulares, vírus etc.
• Estudantes de engenharia e design de produtos podem imprimir protótipos e, inclusive peças funcionais.
• Nas carreiras de arquitetura, engenharia civil e edificações os estudantes podem analisar modelos impressos em 3D
• Aulas de história podem lançar mão de artefatos históricos em 3D para uma análise mais rica das tecnologias disponíveis em cada época
• Versões impressas em 3D de estudos artísticos podem ajudar Designers Gráficos a melhor analisarem os seus trabalhos
• Aulas de geografia podem ser substancialmente enriquecidas por modelos 3D de mapas topográficos, demográficos, climáticos etc.
• Curso de culinária e gastronomia podem fomentar a criatividade de seus alunos por meio da criação de moldes não convencionais para preparações alimentares
• Alunos de engenharia mecânica, naval, aeroespacial, entre outras, podem imprimir peças de reposição ou fazer modificações para testes rápidos e de baixo custo
• Aulas de química, bioquímica e farmácia podem ser mais produtivas se moléculas e mecanismos de reação forem explorados em modelos 3D